Documentação de Acervo Museológico

Para um objeto, a entrada no museu é o setor de documentação. Ali ele receberá seu número de identificação e sua ficha de catalogação. É assim que ele passa de objeto a “bem cultural musealizado”, integrando o inventário da instituição. A documentação é um processo técnico primordial para todas as funções do museu e é feita a partir de diretrizes específicas. Reconhecendo sua importância para gestão do patrimônio cultural musealizado e sua obrigatoriedade legal, o Instituto Brasileiro de Museus oferece, por meio deste curso, subsídios para a compreensão desse processo técnico.

Imagem do curso: Documentação de Acervo Museológico

Curso Aberto

Pessoas cursando: 126
Certificados: 7593
Imagem do curso: Gestão da Informação e do Conhecimento

Oferta

Conteudista

Instituto Brasileiro de Museus

Certificador

Enap - Escola Nacional de Administração Pública

Carga Horária

40h

Disponibilidade

30 dias

Idioma

Português

Público Alvo

Profissionais que já atuam ou que queiram atuar em museus. Curso aberto, gratuito e com certificado, qualquer pessoa pode se inscrever.

Conteúdo Programático
  • 1.Entrada do objeto: como um objeto se torna um bem cultural musealizado; o objeto dentro do museu; histórico, conceito e importância da documentação museológica; legislação museológica e código de ética; política de aquisições e descartes. 
  • 2.Organização – instrumentos de gestão: número de registro e marcação do objeto; livro-tombo e inventário; vocabulário controlado e Tesauros (Thesaurus); catalogação; controle de movimentação e localização. 
  • 3.Difusão das informações: pré-requisitos para um bom Sistema de Documentação Museológica; pesquisa e divulgação nos museus; sistema DONATO/SIMBA.
Inscreva-se

Este curso faz parte das seguintes Certificações:

Saiba mais na nossa Certificação.

Arquivos do Curso

Cursos Relacionados Gestão da Informação e do Conhecimento: